O Atlas do Diabetes, a cada atualização, aponta uma tendência alarmante sobre a doença no mundo. O levantamento da Federação Internacional de Diabetes (IDF, na sigla em inglês), referente a 2017, comprovou um aumento de 10 milhões de pessoas portadoras da doença nos últimos dois anos.

De acordo com os dados da organização, atualmente o mundo conta com 425 milhões de adultos diabéticos. Segundo a IDF, é preocupante a falta de conhecimento: um a cada dois diabéticos não sabe que é portador da doença.

Número de casos cresce com rapidez

Levantamento da Federação Internacional de Diabetes comprovou um aumento de 10 milhões de pessoas portadoras da doença nos últimos dois anos.

A estimativa, segundo o relatório, é de que até 2045 a população com diabetes aumente em quase 50%, alcançando o total de 629 milhões. A projeção inclui pessoas com e sem diagnóstico da doença. O levantamento ainda aponta dados com recorte por país e região. O Brasil, na lista de países com maior quantidade de pessoas portadoras da doença, aparece em 4º lugar, com 12,5 milhões. O país fica atrás dos Estados Unidos (30,2 milhões), Índia (72,9 milhões) e China (114,4 milhões). Para 2045, estima-se que o Brasil desça uma posição, ocupando assim a 5ª colocação – mas aumentando o número de diabéticos para 20,3 milhões.

Segundo a IDF, os bebês podem adquirir a doença na gestação. Segundo o Atlas, um em cada seis nascidos foram afetados pela hiperglicemia em 2017. O relatório aponta uma tendência maior à doença nos adultos na faixa etária de 20 a 79 anos: um em cada 14 possui diabetes. Outro dado preocupante é o das pessoas nesta faixa etária sem diagnóstico: 5,7 milhões, o correspondente a 46%.

Os custos relacionados à doença são altos: US$ 727 bilhões no mundo em 2017, o equivalente a mais de R$ 2,3 trilhões. Deste total, o Brasil atingiu R$ 77 milhões.

A TARDE tentou obter dados com o Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia, mas não obteve retorno.

Fonte: Atarde


Caminhão da Caixa chega a Teixeira e irá oferecer serviços de

De segunda (27) a sexta-feira (31) estará em Teixeira de Freitas o caminhão da Adimplência da Caixa Econômica, que oferece atendimento aos seus

Como nossos dentes podem ajudar a ciência

Além dos dentes de leite infantil, os permanentes também podem ser úteis em pesquisas científicas Depois de perder um dente ao cair

Quantos copos de água devemos tomar por dia?

Quem nunca ouviu aquela história de que devemos tomar oito copos de água por dia para manter nossos corpos hidratados? Alguns estudos mostram

Lavrador de 51 anos tem pedra de 1,3 Kg e 18 cm retirada da bexiga em

Jacobina: Um lavrador de 51 anos passou por uma cirurgia em um hospital de Jacobina, na região norte da Bahia, para a retirada de uma pedra de

Como o sedentarismo mudou nossos pés

Os pés ficaram séculos sem mudanças, no processo de evolução, até que começamos a nos mover menos Durante quase dois milhões de anos, os

Estudo sugere que a maconha aumenta a vontade de se exercitar

Um novo estudo questiona o estereótipo de “preguiçoso” de usuários de maconha Um novo estudo parece quebrar o esteriótipo de usuários de

Nem masculino, nem feminino: conheça a realidade dos intersexo

O sexo do bebê é algo celebrado desde o acompanhamento médico da criança com os ultrassons, até os festivos chás de revelação. Mas o que

Saúde pública: São quase 500 oportunidades para médicos

Salários passam de R$ 14 mil Os médicos estão cada vez mais atraídos pelos concursos públicos. Antes poucos se inscreviam ou não assumiam o

Cientista brasileira cria 'caneta' que detecta câncer durante

Uma cientista brasileira de 33 anos desenvolveu uma espécie de caneta capaz de detectar células tumorais em poucos segundos. Livia Schiavinato

Médico é acusado de envenenar 17 pacientes

Frédéric Péchier, que havia sido acusado de sete envenenamentos, é agora suspeito de ter intoxicado outras 17 pessoas Um anestesista francês,

UAI Brasil
Nossos Apoiadores: